domingo, 1 de julho de 2012

VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: PLANO DE PROTEÇÃO PARA CASOS DE AGRESSÃO

artes marciais,atletas,boxe tailandês,chutando,chutes,esportes,lutadores de boxe tailandês,mulheres,pessoas
NA HORA DO ATAQUE
  • Evite locais como cozinha e banheiro, onde há facas, objetos perigosos,superfícies cortantes e espaço reduzido.
  • Evite locais onde haja armas. Nunca tente usar armas para ameaçar o agressor. Elas podem facilmente se voltar contra você.
  • Se a violência for inevitável, defina uma meta de ação: corra para um canto e agache-se com o rosto protegido e os braços em volta de cada lado da cabeça, com os dedos entrelaçados.
  • Não corra para o local onde as crianças estejam. Elas podem acabar sendo também agredidas.
  • Evite fugir sem as crianças. Elas poderão ser usadas como objeto de chantagem.
  • Ensine às crianças a pedir ajuda e a se afastar do local, quando houver violência. Planeje com elas um código qualquer para avisar que está na hora de buscar socorro ou abandonar a casa.
DEPOIS DO ATAQUE...
  • Guarde sempre com você os números de telefone de ocorro. Se você temtelefone, procure mantê-lo ao alcance da mão. Se não tem, localize o telefone público mais próximo.
  • Procure uma delegacia da mulher, um centro de atendimento ou algumapessoa ou instituição em que você confie.
  • Verifique se há locais seguros perto de sua casa, onde você pode ficar atéconseguir ajuda: igreja, comércio, escola etc.
  • Se você estiver ferida, procure um hospital ou um posto de atendimento e revele o que aconteceu. Se você esconder que foi vítima de violência, ninguém vai poder ajudá-la.
  • Separe um pacote de roupas e objetos de primeira necessidade seus e dascrianças. Guarde com vizinhos ou  amigos, para pegá-lo no caso de ter que abandonar a casa.
  • Guarde cópias de documentos importantes em local seguro: certidões de nascimento e casamento, identidade, carteira profissional, listas de telefones, documentos escolares etc.
  • Tente guardar por escrito, com as datas e horários, todos os episódios de violência física, psicológica ou sexual que você esteja sofrendo. Isso pode ser muito útil se você quiser ajuda da polícia e da justiça.
  • Conte sua situação para pessoas em quem você confia, como: amigos evizinhos. Planeje com elas um esquema de proteção e combine algumas formas de sinalizar que você está em perigo.
  • Se você tiver carro, mantenha cópias das chaves do carro em um localseguro e acessível.Habitue-se a deixá-lo abastecido e na posição de saída, de forma a evitar manobras.
Fonte:  SOARES, Bárbara. Enfrentando a Violência Contra a Mulher - Orientações Práticas para Profissionais e Voluntários(as). Brasília, Secretaria Especial de Políticas para as mulheres, 2005. 
TELEFONES DE URGÊNCIA
190 - Polícia Militar
193 - Corpo de Bombeiros
192 -  SAMU - Serviço de atendimento Médico de Urgência

Nenhum comentário:

Pesquise aqui...


“Como professor, não me é possível ajudar o educando a superar sua ignorância, se não supero permanentemente a minha”. Paulo Freire