sábado, 30 de outubro de 2010

O CÂNCER DE OVÁRIO

Não pare esta mulher!!!
Esta mulher vai dar a volta ao mundo alertando sobre o câncer.
Por favor, reencaminhe-a para que ela chegue ao seu destino, e ore por 

todas aquelas que no momento enfrentam essa doença terrível.
Ela está dando a volta ao mundo via e-mail!



O câncer ovariano é silencioso - portanto, leia com atenção:

Atente para qualquer dor ou desconforto pélvico ou abdominal, vagos mas persistentes problemas gastrointestinais como gases, náuseas e indigestões;

Vontade de urinar freqüente e/ou urgente, sem que tenha alguma infecção;

Perda ou ganho de peso inexplicável;


Pelve ou abdomen inchados, entumescidos e/ou com sensação de cheio, cansaço anormal, ou mudanças inexplicáveis dos seus hábitos intestinais.

Se esses sintomas persistirem por mais de duas semanas, peça a seu médico uma combinação de exames pélvico/retal ,exame de sangue CA-125 e ultrassom transvaginal.

O exame de Papanicolau NÃO detecta câncer ovariano.


 
Ah! Aproveite para pedir a Deus pelas mulheres que estão com
essa terrível doença.

Por favor, mantenha esta mulher andando
!!!
  Passem aos homens, 

todos tem ou tiveram uma mulher em suas vidas...


Saiba mais sobre o Câncer de Ovário 

O câncer de ovário é o câncer ginecológico mais difícil de ser diagnosticado. Cerca de 3/4 dos tumores malignos de ovário apresentam-se em estágio avançado no momento do diagnóstico inicial. É o câncer ginecológico de maior letalidade, embora seja menos freqüente que o câncer de colo do útero.

Fatores de risco
Fatores hormonais, ambientais e genéticos estão relacionados com o aparecimento do câncer de ovário. Cerca de 90% dos cânceres de ovário são esporádicos, isto é, não apresentam fator de risco reconhecido. Cerca de 10% dos cânceres de ovário apresentam um componente genético ou familiar. História familiar é o fator de risco isolado mais importante.

A presença de cistos no ovário, bastante comum entre as mulheres, não deve ser motivo para pânico. O perigo só existe quando eles são maiores que 10cm e possuem áreas sólidas e líquidas. Nesse caso, quando detectado o cisto, a cirurgia é o tratamento indicado. 
Informação disponível em: http://www.inca.gov.br/conteudo_view.asp?id=341  

Nenhum comentário:

Pesquise aqui...


“Como professor, não me é possível ajudar o educando a superar sua ignorância, se não supero permanentemente a minha”. Paulo Freire

ARQUIVO DO BLOG