quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

POR QUE EXISTEM CABELOS CRESPOS E LISOS?


 Imagem disponível em: http://favelafina.blogspot.com.br/2012/08/em-terra-de-chapinha-quem-tem-cachos-e.html

Conhecido como a moldura do rosto, os cabelos são estruturas produzidas por células de nossa pele e dependendo da natureza genética de cada um apresenta-se liso, crespo, cacheado, louro, castanho ou ruivo entre outras características. É, principalmente para as mulheres, uma estrutura que dispensa muitos cuidados, pois é entendido como um dos sinais de beleza.

Apesar de ter constituição determinada geneticamente, pode ter sua estrutura modificada a partir de processos químicos que alteram sua constituição transformando o cabelo crespo em liso, liso em crespo, preto em louro etc. Isto tudo é possível porque o cabelo é basicamente constituído de uma proteína chamada alfa-queratina que é produzida a partir de uma espécie de “bolsa” existente na epiderme chamada folículo piloso.

Em cada fio de cabelo há milhares de cadeias de alfa-queratina, que possuem átomos de enxofre. Quando dois destes dois átomos de enxofre se juntam, eles formam uma ligação de dissulfeto. Quanto maior o número dessas ligações, mais crespos os cabelos serão, e quanto menos ligações, mais lisos.

Como podemos ver, com a utilização de produtos que promovam reações químicas na queratina do cabelo (unir ou separar as ligações de enxofre), é possível fazer as modificações da estrutura do cabelo que já está crescido, mas não devemos esquecer o cabelo sempre vai ser produzido de acordo com a informação genética que a pessoa possui.

Nenhum comentário:

Pesquise aqui...


“Como professor, não me é possível ajudar o educando a superar sua ignorância, se não supero permanentemente a minha”. Paulo Freire