domingo, 23 de maio de 2010

EDUCAÇÃO FINANCEIRA: A CRIANÇA E O DINHEIRO

URL da imagem: http://portalamazonia.globo.com/img/upload/noticias/dinheiro-crianca.jpg

Muitos educadores têm enfatizado que os pais devem iniciar desde cedo a educação financeira com seus filhos e essa iniciação pode acontecer naturalmente, permitindo que as crianças participem de conversas sobre dinheiro, acompanhem seus pais às compras, ao shopping, ao supermercado ou à feira.

Para a criança, o momento da compra é algo muito importante, uma grande realização, e o adulto deve aproveitar essa oportunidade para ensinar como comprar. Por Exemplo: se vai pagar com cartão ou cheque, deve aproveitar para explicar como funcionam essas alternativas de pagamento.

No contexto atual, a televisão, a internet e outros meios de comunicação de massa levam as crianças a desejar vários produtos, muitas vezes desnecessários, o que pode gerar uma certa dificuldade para os pais equilibrarem o orçamento familiar, se atenderem os desejos de consumo dos filhos.

Na verdade, este deve ser um momento oportuno para conversar sobre o assunto, pois a educação financeira aplicada desde cedo, ajuda as crianças a compreenderem que nem tudo que lhes é mostrado na televisão, pode ser adquirido. Devemos pensar também, que estamos educando não só para o momento presente, mas para o futuro, pois quando adultos, com certeza, saberão administrar melhor suas finanças.


Ao contrário do que se pensa, é muito simples fazer uma criança entender que os pais só podem gastar o dinheiro que têm. Na realidade, os adultos é que fazem com que ela acredite no contrário, quando atendem, mesmo sem condições, os desejos dos filhos.

Valorize o dinheiro, faça a criança entender que ele é fruto do seu trabalho. Ao fazer compras com seus filhos, deixe claro o quanto pode gastar. Assim a criança aprenderá a fazer escolhas dentro de suas possibilidades.

Uma vida financeira 
saudável inclui a capacidade de poupar e também de consumir, mas ambas em equilíbrio. A missão dos pais está em propiciar aos filhos uma educação financeira salutar e o sucesso dessa empreitada está em criar na família um ambiente de consciência de valores e ensinamentos de atitudes responsáveis que contribuam para uma vida mais tranqüila e feliz.

Texto de: Virgínia Helena de Albuquerque

Disponível em: http://www.badaueonline.com.br/2007/6/26/Pagina22631.htm

Nenhum comentário:

Pesquise aqui...


“Como professor, não me é possível ajudar o educando a superar sua ignorância, se não supero permanentemente a minha”. Paulo Freire

ARQUIVO DO BLOG