segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Escrever "errado"


 A escrita "incorreta" é uma das reveladores das "aulas desestimulantes", por parte dos professores, e da falta de compromisso com os estudos, por parte dos alunos. Estudar deixou de ser algo que se mostre devidamente relevante por consequência, até mesmo, da falta de participação da família no ambiente escolar.

É complicado trabalhar a necessidade de "corrigir" a escrita quando se tem uma série de obrigações diversificadas durante as aulas, mas, também, é sinal extremo de hipocrisia e descompromisso , simplesmente, ignorá-la e deixar que o aluno prossiga dentro desse erro. Lembrando, que, certas vezes, os educandos se entretecem com outros objetos e/ou assuntos que pouco estão vinculados às aulas. Esses "elementos de dispersão", por sua vez, acabam contribuindo para a escola se torne um lugar apenas de diversão. Tânia B. Teodoro




Fonte da imagem: veja.abril.com.br/210606/p_094.html

Nenhum comentário:

Pesquise aqui...


“Como professor, não me é possível ajudar o educando a superar sua ignorância, se não supero permanentemente a minha”. Paulo Freire

ARQUIVO DO BLOG