domingo, 15 de novembro de 2009

INDEPENDÊNCIA EMOCIONAL



Me deixa muito triste saber o quanto as pessoas se deixam ser dependentes emocionais.

Não estou criticando o amor. Estou criticando a insegurança, a falta de comprometimento individual com a vida, a falta de auto-estima e auto-confiança. Esses são os elementos que fazem com que as pessoas passem a achar que "o outro é a razão da vida delas".

Creio que não posso ser feliz se entrego minha felicidade nas mãos de outro alguém!
Não posso ser feliz com outra pessoa se não me permito realizar minhas conquistas individuais.

Para ser verdadeiramente feliz em uma relação é necessário se doar muito. E como posso me doar se não estou segura de mim mesma?

O sucesso de todas as relações depende da independência emocional e só é, de fato, independente emocionalmente aquele que está seguro consigo mesmo; pois, ele ama a si próprio, reconhece a necessidade de estar com outro alguém e não torna essa necessidade a única base de sua vida, ou seja; necessita do amor, mas tem sabedoria para perceber que o amor não é algo que deva ser mendigado. Tânia B. Teodoro


http://www.youtube.com/watch?v=1zyzO-KJ8TE

Nenhum comentário:

Pesquise aqui...


“Como professor, não me é possível ajudar o educando a superar sua ignorância, se não supero permanentemente a minha”. Paulo Freire

ARQUIVO DO BLOG