quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

SÓ QUEM VIVE NA FAVELA SABE COMO ELA É!

"OS RICOS QUEREM PAZ PARA CONTINUAREM RICOS, NÓS QUEREMOS PAZ PARA CONTINUARMOS VIVOS"!


"UMA POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA QUE SE BASEIE  NO CONFRONTO E NO DESRESPEITO À VIDA, JÁ SE MOSTROU, NA PRÁTICA, FADADA AO FRACASSO"!



A morte de jovens, cujos suspeitos dos assassinatos 
são policiais, e os altos índices de homicídio
 no Rio de Janeiro geram mais protestos!¹

"Na noite da quarta-feira de cinzas, no pós carnaval carioca, o jovem Marcílio de Souza Silva, de 24 anos, foi assassinado. Segundo um primo que estava junto, eles estavam em uma motocicleta e foram abordados por policiais próximo à favela Vila Cruzeiro, na Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro. Eles teriam sido levados pelos policiais para um posto desativado da polícia em Parada de Lucas.

Marcílio e o primo, após terem dinheiro, celulares e documentos supostamente roubados pelos policiais, teriam sido torturados e foram obrigados pelos policias a entrarem na favela, e teriam sido recebidos com tiros por traficantes. Ao voltarem, foram cercados pelos policiais. Marcílio teria sido capturado e o primo conseguiu fugir e se escondeu no mato. Marcílio foi encontrado na manhã de quinta-feira, dia 18 de fevereiro, na Penha, com as mãos amarradas, em posição fetal e com dois tiros na cabeça.

Os dois jovens eram moradores da Cidade de Deus, favela localizada na Zona Oeste da cidade do Rio.

Os quatro policiais envolvidos disseram que abordaram os jovens mas que os liberaram logo em seguida. No entanto, o GPS de uma das viaturas verificadas mostrou que o veículo passou pelo local onde o corpo do jovem foi encontrado às 21h.

Na sexta-feira, 19 de fevereiro, na favela Cidade de Deus, o adolescente Reinaldo Francisco dos Santos Silva, de 13 anos, foi encontrado morto a pauladas, num matagal na favela. Parentes do garoto afirmam que ele foi seqüestrado por policiais e levado para o interior da favela no final da manhã de sexta-feira. 

Os policiais negam envolvimento e afirmam que o garoto pode ter sido executado em acerto de contas com traficantes de drogas. Ironicamente, na Cidade de Deus está instalada uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), e desde então, o tráfico teria sido expulso do local pelas forças de segurança". 
¹Notícia publicada pelo Observatório de favelas, disponível em: http://www.observatoriodefavelas.org.br/observatoriodefavelas/noticias/mostraNoticia.php?id_content=758
Visite o site http://www.observatoriodefavelas.org.br e se cadastre para recebe o newsletter! 
Fonte: http://www.cidadededeus.org.br:8080/cdd/arquivo-de-fotos-videos-e-documentos/album-de-fotos-e-videos/todos-contra-a-dengue/Grupo%20de%20Teatro%20Raiz%20da%20Liberdade.jpg/view

CIDADE DE DEUS? SAIBA MAIS...

"Cidade de Deus é um bairro situado na zona oeste do Rio de Janeiro, originário de um processo de remoção de favelas ocorrido em 1966. Hoje com uma população em torno de 50 mil habitantes, Cidade de Deus apresenta indicadores sociais entre os mais críticos do Rio de Janeiro, embora situado na vizinhança de um dos “bairros nobres” da cidade, a Barra da Tijuca.

Em 2002, o sucesso do filme “Cidade de Deus” colocou o bairro intensamente nos veículos de comunicação, reforçando o estigma de comunidade violenta e perigosa e favorecendo uma onda de preconceito e discriminação.

Por outro lado, na sua trajetória desde a década 80, surgiram no bairro várias associações de moradores, agremiações de samba, agremiações esportivas, grupos de teatro, revistas, cine-clubes, igrejas atuantes, grupos de dança e movimento negro".
Fonte: http://base.d-p-h.info/fr/fiches/dph/fiche-dph-7081.html 


JUSTIÇA, AINDA QUE TARDIA!


Nenhum comentário:

Pesquise aqui...


“Como professor, não me é possível ajudar o educando a superar sua ignorância, se não supero permanentemente a minha”. Paulo Freire

ARQUIVO DO BLOG